Treinamento eficiente para
uma performance excelente.

Receba atualizações, artigos e dicas imperdíveis
para ter grandes resultados com o seu treinamento.
(é Grátis)

 


Seu e-mail está seguro. Você receberá apenas e-mails relevantes ao tema.

Escute o áudio e confira nossas dicas para montar sua Matriz de Treinamento

Já passamos da metade do ano. É hora de identificar que ações de treinamento já conseguimos executar, quais ainda realizaremos este ano e aquelas que, por alguma razão, ficarão para o ano que vem. Para evitar que informações sobre o seu atual planejamento sejam perdidas, sugerimos um modelo simples de Matriz de Treinamento, que você pode customizar com as informações utilizadas na sua empresa.
foto2

Como organizar os treinamentos?

Nem sempre conseguimos realizar tudo o que foi planejado para o período, seja por razões de tempo, verba ou logística. Inevitavelmente, nosso planejamento fica “bagunçado”. Os temas não trabalhados este ano vão se juntar às necessidades já previstas para o ano seguinte, se somando ainda aos treinamentos que são recorrentes. O importante é manter todos eles na Matriz, com indicações claras sobre realização ou não e previsão de replanejamento. Assim diminuímos as chances de perder o prazo de realização de algum curso.

Informação x Relevância

O objetivo da Matriz de Treinamento é te ajudar a ter uma visão geral dos treinamentos que você administra. Quanto mais informações você inputar na planilha, mais versátil e útil ela será. Mas é preciso ser cauteloso: o excesso de dados pode te fazer perder a tal visão geral. Por isso, procure incluir apenas informações relevantes na Matriz.

Como preencher a Matriz

Listamos abaixo algumas dicas que podem passar despercebidas no dia a dia e que também podem ser úteis para quem é novo na área.

  • Aponte na planilha quais colaboradores precisam fazer cada curso e se o mesmo é mandatório, recomendado ou opcional. Você pode usar cores para facilitar a visualização de grupos.
  • Informe sobre a disponibilidade do treinamento, se já está pronto, se é realizado com instrutor interno, se depende de terceiros, etc.
  • Destaque também informações como certificados que tenham validade, carga horária dos cursos, tamanho das equipes, modalidade (EAD ou presencial), etc.
  • Lembre-se de pensar em dividir em turmas para os casos em que equipes inteiras (mesmo que pequenas) precisam ser treinadas, para não parar as áreas e ter chance de repescagem.

Baixe a Matriz de Treinamento

banner_matriz_de_treinamento

O que você achou dessa planilha? Que informações você acrescentaria? Tem alguma sugestão para melhorar esse modelo? Conta pra gente aqui nos comentários.