Treinamento eficiente para
uma performance excelente.

Receba atualizações, artigos e dicas imperdíveis
para ter grandes resultados com o seu treinamento.
(é Grátis)

 


Seu e-mail está seguro. Você receberá apenas e-mails relevantes ao tema.

Treinamento corporativo, E-learning, plataforma LMS – não existe forma de falar em capacitação de colaboradores sem fazer menção a pelo menos um desses termos.    

A verdade é que, nos últimos anos, o universo dos treinamentos corporativos tem vivenciado uma verdadeira transformação. Com tantas novidades, naturalmente, alguns conceitos e paradigmas se tornaram obsoletos e foram substituídos.

Plataforma LMS 

As “novas gerações” de colaboradores passou a ter necessidades e desafios diferentes. Por isso mesmo, a capacitação e desenvolvimento de competências já não tem de passar obrigatoriamente por uma sala de aula física e o e-learning ou EAD parece constituir o palco de uma nova realidade. E não somos nós que afirmamos isso:

Judith Strother, pesquisadora do Instituto de Tecnologia da Florida, USA, é bastante assertiva na sua opinião:

Strother_1

“As empresas têm avaliado o treinamento online como uma forma conveniente, efetiva e economicamente rentável de assegurar a educação corporativa. Trata-se de uma relação ganha-ganha para todas as partes: a corporação, os alunos e, subsequentemente, os clientes da empresa”

 

No entanto, com o surgimento de todos esses novos modelos de ensino, é fundamental que os responsáveis pelo treinamento dentro das empresas conheçam os recursos disponíveis para tornar o EaD realmente efetivo e com resultados mensuráveis. Nesse contexto, é crucial entender os desafios de gestão do e-learning, como fazê-lo  e que sistemas permitem fazê-lo. Assim, falar de plataforma LMS se torna o ponto fundamental.

O que é uma plataforma LMS?

LMS é a sigla que diz respeito à expressão em inglês Learning Management System que significa Sistema de Gerenciamento de Aprendizagem. Trata-se de uma plataforma que engloba as diversas vertentes da aquisição de conhecimento, desde o acesso dos alunos aos cursos ou treinamentos, passando pelo controle e acompanhamento do processo de aprendizado, até relatórios de aprendizagem e emissão de certificados.

De forma simplificada, podemos dizer que a plataforma LMS representa o lado digital todas ferramentas, recursos e ações de treinamento, educação corporativa da organização.  Isso quer dizer, referência aos espaços “físicos”, instrutores, conteúdos e histórico de desenvolvimento de cada colaborador e em alguns casos até de parceiros, como por exemplo pontos de venda, rede parceira de assistência, franqueados, etc.

Quais os benefícios de usar uma plataforma LMS?

Se você está preocupado ou é responsável pelos treinamentos dentro da sua empresa, é possível que, nesse momento, esteja se questionando sobre a necessidade de ter uma plataforma LMS. Se existirem pessoas responsáveis pela capacitação de colaboradores, para quê ter um sistema de gerenciamento online? Vamos responder a essa pergunta abordando alguns problemas que um sistema de treinamento online pode apresentar se não for administrado corretamente. Entender um pouco sobre efetividade de gestão de uma capacitação e-learning, é o primeiro passo para um entendimento mais profundo do conceito de plataforma LMS.

Mas o que é ser pouco efetivo na concepção e gestão de um treinamento EaD corporativo?

Quem utiliza o e-learning como ferramenta de capacitação de recursos humanos está preocupado com um único problema: resultados. Pois bem, só é possível saber qual o impacto do treinamento, se for possível aferir esses resultados. Para poder certificar de forma realista os seus colaboradores, após um treinamento, é imprescindível avaliar o seu real desempenho no processo de ensino/aprendizagem.

Sem uma plataforma LMS toda a estratégia de EaD pode ficar sem rumo. Imagine praticar tiro ao alvo, mas sem saber a cada tiro se acertou ou não. Para facilitar o entendimento desses conceitos, vamos apresentar um exemplo básico sobre o tema. Por  definição, o termo e-learning apenas define que é digital e pela internet. Nesse caso enviar um documento PDF com conteúdos por correio é e-learning. E é correto, contudo nos leva a reflexão se essa é uma forma eficiente de aumentar o desempenho dos seus colaboradores? É possível mensurar esse resultado? A resposta é claramente não! Você pode até questionar esses mesmos colaboradores através de outros emails, mas esse trabalho manual será um esforço gigantesco para obter dados incompletos e dispersos, tornando muito difícil tirar informações ou conclusões sobre o trabalho.

Existe uma história que costumamos lembrar para ilustrar o que falamos: certa vez, num jantar, conhecemos uma estudante que disse que detestava EaD. Quando perguntamos porquê, ela respondeu, com ódio no olhar, que o resultado das avaliações demorava meses! Esse é o típico caso de problemas com processos internos que nada tem a ver com a metodologia de ensino. E esse tipo de confusão é muito comum, criando uma aversão a essa ferramenta de ensino, sem que o problema esteja efetivamente no método, mas sim na ausência de uma  plataforma LMS.

Ao optar por uma plataforma LMS esse e outros problemas serão resolvidos. A grande diferença é você terá ao seu dispor um conjunto de recursos especializados para estimular e mensurar o ensino-aprendizado. Vivemos numa época em que além das empresas, também, governo, universidades, escolas, cursos livres e até profissionais autônomos usam o e-learning para transmitir conhecimento. Dentro desse seguimento, observamos o surgimento de aplicativos e softwares cada vez mais criativos. Nessa euforia por marcar a diferença, dentro do mercado de treinamento online,  muitas vezes, alguns pontos importantes que deveríamos ter em mente acabam se perdendo. Por isso, é válido conhecer alguns fatores que você deve observar ao fazer a avaliação de um sistema de gerenciamento de e-learning. Confira!

1. Distribuição e armazenamento

Os conteúdos são armazenados e distribuídos na plataforma LMS e isso transforma e simplifica o acesso ao conhecimento

2. Avaliações

A plataforma nos permite criar bancos de questões sorteadas aleatoriamente para cada aluno, questões com apoio visual e até em vídeo, dar feedbacks em tempo real, criar atividades com ranking para incentivo.

Quanto a gestão, podemos saber qual o rendimento de cada aluno, ter uma visão das questões mais erradas pelo grupo todo, dentre outros recursos.

3. Certificações

A emissão de certificado proporciona um senso de tangibilização da atividade de treinamento. É como um troféu para ser guardado.

Quanto a gestão, os alunos só serão certificados se alcançarem o rendimento esperado (essa é uma métrica que a pode deve estabelecer). Dessa forma é possível analisar em primeira instância, se o treinamento surtiu um primeiro resultado esperado.

4. Monitoramento

Com uma plataforma LMS é possível controlar o treinamento através do monitoramento de acessos e atividades dos alunos. Com isso perceber tendências e agir proativamente corrigindo o planejamento para obter os melhores resultados.

5. Relacionamento

Canais diversos de comunicação para falar com o instrutor, se houver, e entre colaboradores estimulam a participação e a interação entre os usuários. Todos canais podem ser mediados e com controle de permissão de acesso por perfil ou cargo, definido pelo gestor do treinamento.

6. Comunicação

A possibilidade de transmitir informativos, notícias, novidades e até curiosidades aos usuários torna simples a gestão da informação.

Sobre o Moodle: a plataforma LMS mais utilizada no mundo

Pois é, você deve estar tendo o seguinte pensamento nesse momento: “Ok, preciso mesmo de uma plataforma LMS para ter resultados que valham a pena com meu treinamento online. Mas como escolher entre tantas ofertas disponíveis?”

Existem muitos fatores que precisam ser levados em conta na hora de tomar uma decisão. De fato, dificilmente podemos dizer que existe uma resposta certa e buscá-la vai trazer mais frustração do que resultado. O seu objetivo deve ser buscar a resposta mais adequada para os contexto da sua organização, recursos humanos disponíveis e financeiros.

Se você fizer uma busca por plataforma LMS os resultados serão inúmeros. Mas um termo você verá com frequência e em destaque, o Moodle.

A plataforma Moodle é a plataforma LMS mais utilizada em todo o mundo. Essa afirmação não encerra o assunto, é só o começo. Esta é uma ferramenta altamente poderosa e recomendada. E nós recomendamos também! Porém, em sua pesquisa você verá implementações fantásticas e outras, digamos, bem desestimulantes. O Moodle é um programa de código aberto. Isso é fantástico mas também quer dizer que você precisa de outros recursos para colocá-lo para funcionar. Quais? Exatamente por ser muito poderoso, ele precisa de muita configuração desde a infraestrutura, módulos até a estrutura de cursos. Falando em infraestrutura, isso quer dizer servidores, links, memória. Vamos aprofundar esse assunto em um artigo futuro sobre Moodle. (Se ficou interessado, nos avise através do espaço de comentários abaixo. Estamos preparando um artigo que irá sanar todas as suas dúvidas sobre o assunto e irá auxiliá-lo a ter uma experiência enriquecedora com essa plataforma LMS.)

Resumindo, para que os resultados aconteçam, você precisa de um Moodle flexível, responsivo e confiável. E para isso precisa de uma uma estrutura robusta e resiliente e know-how para fazer e manter funcionando.

Se você não pretende sair do seu foco para aprender como otimizar a plataforma LMS Moodle, e não tem ideia de como implementar um treinamento EaD efetivo, não desespere! A dica é buscar por empresas especialistas no assunto que possam ser um “braço” da sua empresa nessa área. Essa é a forma mais segura de alcançar melhores resultados e extrair o máximo do potencial de uma plataforma LMS.

Uma maneira rápida de saber se você está aproveitando ao máximo sua plataforma é solicitar um diagnóstico especializado. A mesma dica vale para quem ainda não implementou seu EaD e está procurando entender qual a plataforma mais adequada.