Treinamento eficiente para
uma performance excelente.

Receba atualizações, artigos e dicas imperdíveis
para ter grandes resultados com o seu treinamento.
(é Grátis)

 

    Seu e-mail está seguro. Você receberá apenas e-mails relevantes ao tema.

    A produção de conteúdo para EAD envolve muitos fatores, não é mesmo? E se você estiver decidido a caprichar mesmo, a lista aumenta. Mas vale a pena! Fazer um bom planejamento e dar atenção a itens como o resultado do levantamento de necessidades, usar a metodologia adequada, um bom formato e refinar o roteiro para as aulas aumentam as chances de você obter ótimos resultados. Hoje vamos abordar mais um item que gera bastante discussão, a locução (ou narração, como alguns gostam de falar).

    Producao de conteudo para ead

    O que é a locução na produção de conteúdo para EAD?

    A locução em material didático para EAD nada mais é que a voz humana – ou sintetizada –, utilizada como mais uma forma de transmitir conteúdo, ou em sincronia com texto e imagens, como reforço do conteúdo que está sendo mostrado.

    A locução, quando bem utilizada trás vários benefícios:

    • Aumenta a retenção: pois utiliza mais um sentido. Estudos indicam um aumento de retenção de 10 a 30% quando o sentido da audição é incluído no processo.
    • Quebra o gelo: a loução quebra literalmente o silêncio, e é um toque humanização.
    • Reduz a monotonia: é uma forma de alterar a forma de transmitir o conteúdo, de quebrar o ritmo do aluno, no bom sentido.
    • Aumenta a concentração: utilizando fones de ouvido, a locução ajuda a isolar o treinando do ambiente a sua volta.

    Dicas para utilizar a locução em seu treinamento EAD  

    1) Locutar todo o treinamento ou apenas algumas partes?

    Não há regras, tudo depende do tipo de conteúdo e do público que irá realizar o treinamento. Portanto, não é obrigatório locutar tudo. Inserir a locução apenas em algumas partes, como destaques, cases, observações, também funciona muito bem.

    2) Qual é a melhor voz para se utilizar no EAD?

    • Voz do instrutor: utilizar o próprio instrutor promove um ganho de velocidade de produção mas, principalmente, dá um tom de autenticidade ao treinamento. E isso muitas vezes compensa a qualidade e a técnica não tão perfeitas da voz. O ideal é gravar em estúdio, mas se não for viável, procure fazer a gravação em um local silencioso, utilizando um bom microfone. Microfones USB em geral dão menos chiado do que os analógicos.
    • Locutor profissional: utilizar um locutor profissional leva o projeto a outro nível de profissionalismo, mas aumenta custo e o tempo de produção. O custo é relativo ao locutor e ao estúdio de gravação. Não faz sentido ter uma voz excelente gravada com chiados ou com qualidade muito baixa, não é mesmo? A Líteris realiza a gravação de locuções para alguns clientes que produzem seus cursos internamente.
    • Sintetizada: essa produção, chamada também de Text-to-Spech, está sendo cada vez mais utilizada no lugar da voz humana, pois é mais rápida e barata, porém não permite o uso de uma entonação específica. Ou seja, fica bem estranho em frases longas, e pode ficar muito cansativo. Use com sabedoria. Imagine a esquisitice de usar esse tipo de locução em um treinamento comportamental?

    3) Evite colocar o texto e a locução aparecendo ao mesmo tempo com informações diferentes, isso vai confundir o treinando.

    4) Locutar trechos longos com o texto aparecendo na tela também pode atrapalhar o treinando, pois um locutor com boa dicção certamente fala bem mais devagar do que uma pessoa lê.

    5) Em um treinamento com pouca locução, trechos que demandam reflexão e contam casos (ou histórias), ganham destaque com a voz, que vai humanizar ainda mais este conteúdo.

    6) Sincronizar o aparecimento de texto e gráficos com a locução é muito eficaz, mas aumenta substancialmente o tempo (e custo) de produção. Você pode usar a sincronia só em conteúdos mais importantes.

    6) muito cuidado com termos técnicos ou em língua estrangeira. Mesmo um locutor profissional não vai conhecer os termos do seu negócio, por isso vale consultar um especialista no ramo para confirmar a pronúncia.

    7) E para termos técnicos, mesmo com a pronuncia certa, procure mostrar o termo por escrito na tela para ajudar o aluno a memorizá-lo.

    8) Sobre o tom, é importante variar o tom de voz de acordo com o texto e o tipo de conteúdo, caso contrário a locução pode se tornar um excelente sonífero. Excesso de formalidade também pode causar este efeito. Por isso, avalie bem o tom ideal de acordo com o seu público-alvo.

    post produção de conteúdo para EAD, imagem de gravação em estúdio.

    Considerações sobre usar locução na produção de conteúdo para EAD

    Apesar de todos os benefícios, lembre que a locução exige a realização de algumas atividades que aumentam em alguns graus a complexidade no processo de produção do curso, por exemplo:

    • redação do script
    • gravação (em estúdio, de preferência)
    • edição
    • inserção no treinamento

    A revisão também precisará ser mais detalhada, pois será necessário revisar não só o conteúdo, mas também se a entonação de voz foi utilizada corretamente.

    A inclusão da locução pode aumentar o custo do projeto, pois é necessário alguns investimentos extras. E isso impacta no aumento do custo de atualização do conteúdo já que, nesse caso, além de modificar o texto, é necessário regravar a locução, e nem sempre o locutor que gravou a primeira versão estará disponível novamente.

    Como você pode perceber, a locução com voz humana enriquece a produção de conteúdo para EAD, mas também é mais onerosa. A utilização da produção voz-off é um recurso de melhor custo benefício, mas você perde o fator da humanização do treinamento. Sendo assim, o melhor a se fazer é analisar os prós e contras em cada projeto e definir qual o objetivo do seu curso e o que você planeja para ele. Assim, conseguirá escolher a melhor opção dentre as disponíveis.

     

    E você, o que acha do uso de locução nos treinamentos via EAD? Compartilhe sua opinião na caixa de comentários abaixo!

     

    Clique para ser informado quando o curso for lançado