Treinamento eficiente para
uma performance excelente.

Receba atualizações, artigos e dicas imperdíveis
para ter grandes resultados com o seu treinamento.
(é Grátis)

 


Seu e-mail está seguro. Você receberá apenas e-mails relevantes ao tema.

Eu sou fã do Seth Godin, que é um excelente autor de livros de negócios e marketing. Fiquei muito feliz quando vi que ele escreveu um post sobre ROI de treinamento – Retorno do Investimento em Treinamento, e precisamos compartilhar com vocês!

Traduzimos o texto ROI de treinamento, que você lê a seguir, e no final colocamos o link para o post original.

Boa leitura!

Seth Godin - Foto por Brian Bloom

Treinamento e o infinito retorno sobre o investimento

Treinamento compensa. E às vezes, é fácil subestimar o quanto ele compensa.

Imagine um funcionário que vai trabalhar 2 mil horas pra você este ano. É muito comum que uma organização gaste apenas 10 ou 20 horas treinando essa pessoa – o que significa aproximadamente 1% de sua carga de trabalho anual.

Mas, quanto de treinamento vai ser necessário para que esta pessoa seja 10% melhor em sua função? Se você investir 100 horas nela, isto será pago em apenas 6 meses. E não há tantos investimentos em uma organização que dobre de valor em apenas um ano.

Mas vamos adiante:

Imagine um funcionário da área de atendimento ao consumidor. O custo total para ele atender a um único cliente pelo telefone seria de $5 dólares. Esse atendente destreinado não conhece seu produto, não sabe como engajar o cliente e não conhece seus sistemas. O resultado disto é que o valor entregue na chamada é praticamente zero (na verdade, é negativo, porque você também vai decepcionar seu cliente).

Em contrapartida, um atendente treinado facilmente entregará 6 vezes mais, com aquele mesmo custo inicial de $5 dólares (ou seja, $30 dólares). Então, no lugar de zero, há um lucro para a marca de $25 dólares. Uma amostra do ROI de treinamento infinito.

E, claro, um colaborador inexperiente não vai cair nessa situação apenas uma vez. Ao contrário, isto acontecerá de novo e de novo, várias vezes ao dia.

A empresa com visão de curto alcance entende que “poupar dinheiro” é fazer cortes no orçamento do treinamento. Afinal, o pensamento de curto prazo é: de que vale investir na formação de pessoas se logo elas irão embora? Já eu saliento o inverso disto: qual o perigo de não treinar as pessoas que ficam?

 

Confira o texto original aqui! E para acompanhar outros artigos sobre treinamento e e-learning, assine nossa newsletter!