Treinamento eficiente para
uma performance excelente.

Receba atualizações, artigos e dicas imperdíveis
para ter grandes resultados com o seu treinamento.
(é Grátis)

 


Seu e-mail está seguro. Você receberá apenas e-mails relevantes ao tema.

Depois de conseguir convencer os gestores da sua empresa sobre importância do treinamento dentro da sua empresa, agora é o momento de construir uma estratégia para elaborar, na prática, políticas corporativas de treinamento efetivas.

Quer ajuda para implantar seu e-learning?

Possivelmente, você já tem um plano de capacitação e-learning e sabe especificamente que conteúdos precisam chegar até seus colaboradores. Agora vem a próxima etapa que é uma das mais importantes: implementar tudo isso. A questão desse ponto não é apenas estabelecer um programa de treinamento mas fazê-lo de forma que ele se traduza em resultados efetivos. Afinal não é esse o objetivo maior e a meta que todas as empresas buscam alcançar?

Observe o que é mais importante

Começando pelo início (com o perdão da redundância): o que você considera ser o mais relevante de todo esse processo: o conteúdo ou o formato e método usado para ele chegar até aos colaboradores?

Se você escolheu conteúdo, ou se respondeu formato, você precisa reconsiderar. A verdade é que um ponto não vive sem o outro. Se você concebeu um conteúdo de e-learning minuciosamente elaborado e alinhado ao perfil dos seus funcionários, mas no momento de implantar, optou por gravar umas aulas sem uma estratégia sólida, é pouco provável que o efeito desejado seja alcançado. Do mesmo modo, se você pesquisou a melhor plataforma de treinamento online, contratou até uma empresa especializada na área, mas deixou o conteúdo propriamente dito para segundo plano, é bem possível que vá se frustrar. Você saber o que esperar nesse caso?

Faça uso de um checklist!

É fato: implantar um projeto duradouro de e-learning é um pouco mais complexo do que pode parecer, de início. Entretanto, existe um caminho, uma espécie de “receita” que você pode seguir.

Nesse sentido, vamos falar do primeiro ponto-chave de todo esse processo. Você tem um checklist para implantação de e-learning? Isso mesmo, um roteiro no qual se basear para  conferir que o seu treinamento obedece aos quesitos de qualidade? Pois é, pode até parecer óbvio, entretanto, esse item nem sempre é considerado. Pois bem, se você ainda não faz uso de um roteiro comece por conferir as seguintes perguntas:

  1. Os objetivos e metas do treinamento estão estabelecidos?
  2. Você sabe qual é o seu público-alvo?
  3. Como se dará o acesso aos cursos e-learning?
  4. Que plataforma será usada na implantação?
  5. O seu conteúdo está devidamente documentado?
  6. Como será feita a gestão do treinamento (e por quem)?

Ao começar por responder a todos esses pontos provavelmente começam a surgir algumas incertezas. Não fique preocupado(a), é normal! Não é à toa que existem especialistas da área, que se ocupam desses e outros temas relacionados com treinamento à distância. Confira algumas dúvidas comuns e aprenda a como resolvê-las de forma prática!

Aprenda a escolher a plataforma ideal

Eis outra questão importante e sobre a qual é essencial se debruçar durante um tempo: que plataforma escolher? Diante de tantas opções, como você pretende fazer essa avaliação?

O preço, é claro, é muito importante no momento de tomar uma decisão. Existem modalidades gratuitas e outras pagas. Umas mais e outras menos robustas. Umas com mais e outras com menos recursos. O detalhe aqui é que não estamos falando de plataforma boa e plataforma ruim. Estamos indo mais a fundo, falamos de tipo, de usabilidade, e de ajustamento ao perfil da sua empresa.  Você precisa saber exatamente do que precisa para avaliar se entre as suas opções há uma que cubra todas as lacunas do seu projeto. Mas como saber exatamente o que meu projeto precisa? Quais recursos eu devo privilegiar?

Nesse caso, o ideal mesmo é elencar duas ou três opções de fornecedores e sondar com o especialista de cada empresa, numa espécie de consultoria, o que é mais recomendado para seu projeto. E nessa conversa você vai precisar considerar:

  • Como a plataforma vai armazenar os treinamentos,
  • Como ela vai te ajudar a distribuir conteúdo para os alunos,
  • Como será possível monitorar a realização dos cursos.

 

Em regra, uma plataforma LMS (Learning Management System) é uma das melhores opções e de melhor custo-benefício. Conheça mais sobre esse sistema de gerenciamento de aprendizagem.

Faça experimentos e identifique oportunidades de melhorias

É uma utopia pensar que um treinamento e-learning vai surgir finalizado na sua primeira versão. Por mais que você tenha feito seu checklist direitinho, tenha escolhido a melhor plataforma e esteja de posse de um conteúdo bombástico, existem variáveis que não podem ser controladas. Testar é a melhor forma de saber se realmente funciona. Então, assim que a primeira versão do treinamento estiver concluída, coloque ele para rolar, mas esteja ciente que podem ser necessários ajustes e que isso não é, de forma alguma, uma derrota. Pontos que devem ser verificados e mensurados quando um processo teste de capacitação é iniciado:

  • Adesão e engajamento (para aferir o interesse dos colaboradores você pode observar o nível de interação em fóruns, por exemplo),
  • Facilidade de acesso aos conteúdos e recursos de estudo (esses dados você geralmente extrai de uma boa conversa com alguns participantes ou por meio de uma pesquisa de opinião do sistema, mais prático),
  • Compreensão do conteúdo (aqui você deve usar métodos de avaliação)
  • Pontes fortes e fracos do projeto como um todo (é um resultado geral – o conjunto da obra)

Se através dessa avaliação, você chegar à conclusão que o curso está longe de atingir o seu objetivo, nada de desistir. Pequenos ajustes podem surtir grandes efeitos. Mãos à obra e, mais uma vez, lembre-se  que ter um parceiro especialista na área, pode ser um grande diferencial.

Promova um lançamento oficial

As primeiras avaliações e versão final estão prontas? É o momento de colocar todo o plano de e-learning oficialmente em prática. Para lançar o curso ou treinamento, use os canais de comunicação normais da empresa, como e-mail. Pode ser adequado disponibilizar aos colaboradores/utilizadores um pequeno guia com respostas às dúvidas mais comuns e objetivos a alcançar. O setor de recursos humanos da empresa pode representar uma importante ajuda nesse passo. O departamento de RH pode lançar campanhas de sensibilização para o treinamento (caso seja uma nova política da empresa), pode propor ações que permitam sanar problemas e, com certeza, será um promotor importante de uma cultura empresarial focada no treinamento continuado.

Acompanhe e avalie os resultados do seu  e-learning

Mas por onde começo a avaliar? O que preciso acompanhar? A resposta para essas perguntas pode ser sintetizada numa única resposta: observe os indicadores. Parece quase cliché, mas os indicadores são, de fato, a única forma de obter números confiáveis.

Não é objetivo do artigo enumerar indicadores (você pode aprofundar o assunto aqui) mas é importante saber distinguir dois tipos de parâmetros distintos: indicadores relativos à operacionalização do treinamento (taxa de adesão/abandono, por exemplo) e indicadores de resultados globais da empresa (resultado nas vendas, por exemplo). Os dois tipos de indicadores estão intimamente relacionados, mas quando são  necessários ajustes é fundamental saber onde investir esforços.  

Por último, um conselho: o seu e-learning não deve se limitar a ser um processo efêmero. O treinamento constante é um dos fatores que mais ajudam a trazer os conceitos para a prática do dia a dia. Para que o conteúdo tenha vida longa, o caminho é fazer atualizações levando em conta os resultados e feedbacks recebidos, além de uma atualização do conteúdo técnico, se necessário. Divulgar conteúdos obsoletos é um erro que dificílimo de se recuperar em termos de credibilidade da iniciativa de treinamento como um todo.

Acha que precisa de ajuda para implantar seu plano de e-learning? Fale com um especialista e descubra como fazê-lo da melhor forma.

Fale com um especialista Literis