Treinamento eficiente para
uma performance excelente.

Receba atualizações, artigos e dicas imperdíveis
para ter grandes resultados com o seu treinamento.
(é Grátis)

 


Seu e-mail está seguro. Você receberá apenas e-mails relevantes ao tema.

O Ensino à Distância (EAD) e o treinamento presencial experimentaram grandes alterações de conceito e entendimento nos últimos anos. Até pouco tempo, quando o assunto era treinamento corporativo não havia dúvidas quanto ao comparativo EAD ou Presencial. O EAD era considerado apenas um nicho de ensino e o treinamento presencial estava amplamente reconhecido como maneira padrão de formar pessoas. No entanto, hoje em dia, a utilização do EAD é muito mais madura e acabou se tornando um meio quase essencial de passagem de conhecimento em todas as áreas.

EAD ou presencial

A verdade é que o mundo tecnológico se encontra em expansão e a filosofia de vida das novas gerações se alterou profundamente.

Seguindo a evolução natural como aconteceu em áreas diversas, a tecnologia, o e-learning, tende a fazer parte do treinamento como um todo. O padrão tende a ser o blended, que acontece quando as duas modalidades são utilizadas em conjunto. Cada vez mais os treinamentos presenciais passam a ter algum apoio online.

Talvez um dos maiores atrativos do EAD (também conhecido como e-learning) seja o fato de que as pessoas preferem aprender no seu próprio tempo. O respeito pelo ritmo de cada um traz enormes vantagens às organizações. Por um lado, o colaborador sente que o treinamento não é uma imposição e, por outro lado, a flexibilidade de poder aprender no momento mais oportuno, permite que outras tarefas mais urgentes não fiquem para trás.

Em todo caso, sabemos que  o treinamento presencial possui características únicas que, em algumas situações, o tornam imprescindível. Não podemos apresentar o EAD como “o formato ideal” para  formação e capacitação eficientes. Sabemos que o modelo de treinamento e a metodologia escolhidos devem estar alinhados com os objetivos da empresa e por isso podem variar.

Neste artigo vamos te ajudar a entender o que  se aplica melhor para sua empresa: o EAD ou Presencial, a partir da observação de pontos e perguntas bastante objetivos que vão mapear todo o contexto necessário. E vamos abordar também as principais vantagens e desvantagens de cada modalidade. Continue a leitura:

Entenda por que fazer um comparativo entre as modalidades é fundamental para o sucesso do seu projeto

Ao identificarem a necessidade de desenvolver um treinamento, os gestores da empresa estão detectando que seus recursos humanos, ou parte deles, precisa ser melhor capacitada para:

  • Ser capaz de entregar resultados (nova função)
  • Entregar melhores resultados (mais eficácia)
  • Entregar os resultados com menos recursos (mais eficiência)

Nesse ponto, o que se pensa primeiro (em geral) é: Deslocar todos esses funcionários para um treinamento vai sair muito caro, quanto isso vai nos custar?

Em primeiro lugar queremos que você entenda que essa pergunta parte da premissa que o treinamento presencial seria a única alternativa. O que não é verdade. E é bastante comum que, diante dessa pergunta, muitas vezes a direção opte por não levar adiante a elaboração do treinamento.  

Claro que essa não é, nem de longe, a melhor alternativa. Agir dessa maneira é ignorar um problema que pode ser solucionado. Dont’t throw the baby with the water. Essa expressão inglesa quer dizer o seguinte: não jogue o bebê fora com a água suja. Parece estranha, mas é utilizada quando, ao se deparar com um problema, o indivíduo abandona todo o projeto.

Sabemos que dinheiro é importante. Mas a questão dos custos pode ser solucionada com um pouco de pesquisa e orientação. O que queremos dizer com isso? A ideia aqui é te mostrar que você não precisa desistir de um treinamento por conta dos custos, ou da logística envolvida. O que você precisa é descobrir qual é a modalidade que pode te ajudar a resolver esses pontos sem “jogar fora” seu projeto.

Para te ajudar a pensar sobre isso elencamos os principais pontos que você precisa observar para chegar à uma conclusão acertada de como viabilizar seu treinamento seja ele EAD ou presencial:

1. Logística e recursos disponíveis

Esses talvez sejam os pontos mais críticos ao se falar em treinamento corporativo. Em geral as empresas pensam sempre em treinamento presencial, e para essa escolha, é comum que o deslocamento seja necessário. No caso de empresas que têm filiais em diversas cidades ou estados, ou que têm equipes remotas e internas isso fica realmente mais complicado. Afinal, seria preciso arquitetar um plano para que esse deslocamento fosse possível. Isso certamente vai envolver custos significativos com passagem, hospedagem, alimentação. E talvez haja situações em que não seja estratégico tirar o colaborador do seu ambiente de trabalho.

Para esse cenário o e-learning é perfeito. Os treinamentos podem ser acessados de dentro da empresa, ou até mesmo, das casas de cada colaborador e a logística não se torna um impeditivo.

Mas talvez você se questione: Mas o EAD não fica mais caro?

Quando a logística é complexa, como no caso que citamos de exemplo, em geral o EAD acaba tendo um custo significativamente inferior. Porém nem sempre o treinamento exige tanta logística. Para um certo tema, os participantes podem estar próximos, e o espaço dentro da empresa comportar o grupo. Nessa situação, o EAD fica certamente mais caro. Certo?

Bem, essa não é uma resposta de sim e não, muitos fatores precisam entrar nessa conta. Em todo caso, mesmo que no valor final do investimento com EAD seja maior, ele nos leva a um outro ponto a considerar que pode justificar o investimento mais alto num primeiro momento: a possibilidade de repetição. Entenda a seguir:

2. Repetição do treinamento  

Quando a empresa opta por um modalidade presencial, ela entende que ele vai acontecer dentro de um determinado período. Quando ele acaba, não há mais como revisitar as aulas, por exemplo.

O EAD proporciona a possibilidade de acessar o treinamento a qualquer tempo, mesmo depois que sua “primeira turma” concluir o curso.

Vamos ilustrar com um cenário hipotético para deixar bem claro: imagine que seu novo time de vendas esteja sendo treinado. Você disponibiliza o treinamento para aquele grupo específico de colaboradores, eles estudam e finalizam o curso. Se algum deles tiver dúvidas ou precisar revistar algum conceito, na modalidade EAD isso seria perfeitamente possível.

Além disso, imagine que três meses depois seu time aumenta e você precisa repetir o treinamento. Se você tivesse optado pela modalidade de treinamento presencial, precisaria investir um novo montante para isso. No e-learning esse valor é praticamente zero. E o número de repetições infinito. Isso nos leva ao próximo ponto de consideração:

3. Rotatividade

Nos casos onde existe alta rotatividade de funcionários, ou em casos como os do exemplo anterior, em que existe a ampliação regular de um determinado setor, não é inteligente investir a cada nova necessidade. Se você sabe que vai precisar treinar periodicamente, então, o melhor é encontrar uma possibilidade onde repetir o treinamento não seja custoso. Esse é o caso do EAD. O treinamento já foi desenvolvido e pode ser disponibilizado sempre que a empresa quiser.

Mas talvez você ainda não esteja certo de qual modalidade escolher.  A boa notícia é que, em muitos casos, você não tem que escolher EAD ou Presencial. Talvez o blended seja a melhor estratégia para a sua empresa. Entenda esse ponto a seguir:

4. Possibilidade de misturar as modalidades

A gente sabe que muitas vezes, o contato físico e a relação “face to face” com os colegas de trabalho e tutores pode ser necessária. Nesse caso, o treinamento presencial tem um ponto a favor. Mas você também quer aproveitar as possibilidades de repetir o treinamento mais vezes, e também gostaria de aproveitar ferramentas específicas de avaliação de desempenho, por exemplo, e acharia conveniente desfrutar da possibilidade de ter esse material todo  online. Aí a estratégia seria adotar o EAD. Estou indeciso!!! Não fique. Para esse cenário também existe a solução perfeita: o blended learning.

O blended (ou mistura) é a integração de modalidades, nesse caso o EAD (ou e-learning) com  treinamento presencial, estrategicamente orquestradas para atender ao objetivo da sua empresa. Você pode ter o melhor dos dois mundos nessa solução.

Os pontos que esclarecemos aqui são os principais a serem considerados na sua pesquisa. Antes de decidir o formato do seu treinamento considere-os. Cada empresa vive um cenário muito particular. Cada uma conta com perfis de gestão e de funcionários específicos e para que o projeto do seu próximo treinamento seja um sucesso isso tem que ser levado em conta.

Se ainda ficou alguma dúvida sobre qual das opções é a melhor escolha para sua empresa, fale conosco pelos comentários, ou solicite um diagnóstico personalizado gratuito. Uma opinião especializada pode ser a ajuda final para sua tomada de decisão. Fale com a gente!

E não se esqueça de nos contar um pouco sobre possíveis dúvidas e também sobre suas necessidades e expectativas em relação a treinamento, deixe seu comentário!