Treinamento eficiente para
uma performance excelente.

Receba atualizações, artigos e dicas imperdíveis
para ter grandes resultados com o seu treinamento.
(é Grátis)

 


Seu e-mail está seguro. Você receberá apenas e-mails relevantes ao tema.

Um projeto de treinamento online eficiente depende de vários fatores que vão desde o planejamento, até a configuração de detalhes. No meio de todo esse processo alguns pormenores acabam sendo deixados para segundo plano e o fator humano inclui-se nessa lista. Contudo, atualmente, o uso de tecnologia é também fundamental para que um projeto de treinamento alcance os seus objetivos. Neste contexto, o grande desafio de gestores e responsáveis pela capacitação de colaboradores, é manter um meio termo equilibrado: utilizar tecnologia mantendo um olhar humano dedicado.

projeto de treinamento erros

Sem dúvida alguma que o e-learning pode ser a solução para o seu projeto de treinamento, mas em algumas situações, parece que o sistema não funciona. Quando começam a ocorrer problemas é comum atribuir a culpa à metodologia. Este artigo busca  para desconstruir o mito nesses casos é criado em algumas organizações de que de que o obstáculo é a utilização de tecnologia. Pelo contrário, a plataforma dificilmente  é a principal a causa das dificuldades. Em outras palavras, se você não está satisfeito com sua tecnologia de aprendizagem, é possível que essa insatisfação resulte de uma administração deficiente

Existem alguns erros que podem impactar negativamente os resultados de e-learning nas empresas, afetando o seu projeto de treinamento. Seguem alguns!

Ausência de comunicação sobre o projeto de treinamento

Lançar um projeto de treinamento e esperar adesão imediata e resultados concretos é utópico. Atingir metas com um plano de capacitação, requer um bom trabalho de comunicação. Não é necessário que a informação seja passada cara-a-cara, mas um e-mail frio e sem propósito estabelecido, raramente é o suficiente para gerar engajamento ao treinamento.

Solução

A solução está tanto na forma quanto no conteúdo. Se você quer que os colaboradores se importem com  treinamento, você precisa demonstrar isso primeiro. Humanize a comunicação (forma) e informe a relevância (conteúdo).

A comunicação de um programa de e-learning pode ser conduzida de diversas formas. Você não precisa escolher uma apenas. Por que não um lembrete bem-humorado? Por que não considerar outros meios de divulgação, como cartazes, vídeos informais de celular, estilo Snapchat, por email ou mesmo por Whatsapp? Brindes são manjados, mas o pessoal gosta. Não são necessários grandes recursos, mas uma boa dose de criatividade pode ajudar. Exemplo: faça adesivos com hashtags do tipo #euparticipei ou #estoucertificado e peça aos funcionários para enviarem selfies com o adesivo colado na camisa.

O que você precisa buscar, é que aos poucos, o treinamento vá se integrando à cultura da sua empresa.

Não ter um tutor disponível

É comum muitos projetos de treinamento e-learning corporativo em formato aula web não terem sequer o contato de um instrutor, tutor, mediador, facilitador – ninguém à disposição. Consegue imaginar distanciamento maior do que esse? Geralmente imagina-se que o colaborador tem seu gestor direto para tirar dúvidas. Mas aí entram muitas incertezas que podem prejudicar seu projeto. Especialmente em grandes equipes, o gestor direto (gerente distrital, supervisor) pode ter outras prioridades, ou até não concordar com a premissa do treinamento. Também existem problemas de liderança, onde o colaborador que foi mal avaliado recentemente pode se sentir exposto ao pedir ajuda com treinamento.

Solução

Para solucionar esse erro não é necessário grandes esforços. Se você pensou em alguém de plantão, seria ideal, mas podemos fazer com menos. O tutor não precisa se desdobrar e estar de plantão. Basta estar disponível no fórum, três  ou até dois dias da semana em um certo horário durante a campanha de lançamento do treinamento, pode fazer toda a diferença. Esse canal precisa ser  divulgado com clareza na página no treinamento. Colocar-se à disposição e ajudar (quando necessário) é o básico requerido.

Mesmo com o tutor/instrutor disponível, é importante antes do início da campanha de treinamento, provocar uma ação de alinhamento com os gestores diretos do público alvo para se não puderem apoiar, não causar objeções ao treinamento. No mundo ideal o gestor  também tem um papel de multiplicador. Se isso não for possível, pelo menos não deve haver um abismo entre as necessidades do gestor e o conteúdo passado no treinamento. E não esqueça da eterna conversa de alinhamento entre gestores, sobre o projeto de treinamento (já falamos bastante sobre o assunto, mas nunca é demais relembrar: é essencial existir convergência!)

Não apresentar orientações básicas de estudo

Não é essencial que exista um plano rígido de aprendizagem (afinal, uma das grandes vantagens do e-learning é a flexibilidade e, normalmente, os cursos corporativos são curtos). No entanto, orientações básicas, como sugestão de horários, são essenciais. O aluno deve sentir que tem o controle do treinamento, por outro lado cuidado para não causar uma sensação de estar à deriva.

Solução

Mais uma vez: alinhamento com o gestor-direto do colaborador para liberar horário é fundamental. Para além disso, outras orientações tais como: dicas de como fazer anotações, maneiras de tirar dúvidas, também irão auxiliar o aluno a alcançar bons resultados de aprendizagem.

Essas foram 3 dos mais comuns erros que prejudicam todo um projeto de treinamento, mas que têm soluções simples.

Não se sente confortável para encontrar os erros no seu projeto de treinamento? Peça ajuda a um especialista.