Treinamento eficiente para
uma performance excelente.

Receba atualizações, artigos e dicas imperdíveis
para ter grandes resultados com o seu treinamento.
(é Grátis)

 

    Seu e-mail está seguro. Você receberá apenas e-mails relevantes ao tema.

    Não é novidade que as demandas atuais do mercado de trabalho estão em constante mudança! Você também sabe que por conta disso, o treinamento de equipes não é mais um processo estático. Ao contrário do que acontecia há alguns anos, a capacitação está se tornando  um processo muito mais dinâmico. Hoje é fundamental existir um alinhamento maior entre o que a empresa deseja comunicar em seus treinamentos, com a forma como essa metodologia é pensada e desenvolvida e para quem ela é destinada.

    Um modelo eficiente de treinamento de equipes deve promover o desenvolvimento de cada colaborador de forma integral. E deve focar  torná-lo parte ativa e autônoma do processo para o qual ele está sendo capacitado.

    treinamento de equipes

    Parece complicado? De fato é preciso atenção para alguns pontos, mas a coisa não é tão difícil assim. Se o seu desejo é promover um treinamento de (e para) alta performance para seus colaboradores, vale a pena continuar a leitura:

    Treinar além da capacitação técnica é possível?

    O gestores enfrentam constantemente problemas relacionados com a efetividade dos treinamentos de equipes oferecidos pela empresa. Se, por um lado, os profissionais contratados possuem cada vez mais conhecimentos técnicos, por outro, a especificidade de cada negócio torna fundamental uma capacitação mais afunilada e direcionada.

    Além disso, é comum haver dúvidas sobre como implantar um treinamento que foque  o desenvolvimento das soft skills, habilidades interpessoais, de comunicação, relacionadas a atitude.

    Por conta de haver tantos detalhes a se observar, muitos treinamentos acabam sendo efetivos apenas no momento em que estão sendo realizados. Pouco tempo depois se tornam miragens longínquas de aprendizados mal aproveitados!

    Parecem questões difíceis de resolver, não é mesmo? A verdade é que o tópico é complexo, mas nem por isso insolúvel. E o EAD (ensino à distância) pode representar uma solução viável e acessível para gestores e organizações atingirem resultados e começarem a treinar seus funcionários além da capacitação técnica.

    Metodologia EAD: flexível e ajustável às características específicas de cada organização

    Há pouco tempo, procurar uma qualificação profissional não presencial era uma tarefa árdua. Desenvolver cursos era muito complexo e caro, e as opções prontas eram (muitas vezes ainda são) muito genéricas. Treinar corpo técnico, vendedores, atendentes e pessoal administrativo de forma unificada era praticamente impossível. Além disso a modalidade era pouco atraente para o usuário. No entanto, o que vemos hoje é que  esses tempos são apenas memórias do passado.

    Atualmente o cenário está muito diferente,

    • Praticamente todos na sua equipe já participaram algum curso em e-learning, o que reduz o desalinhamento de expectativas tanto da direção quanto dos colaboradores
    • O mercado possui muito mais ferramentas específicas para cada situação
    • Existem muitas opções de consultoria para orientar em etapas específicas da implantação

    O treinamento EAD abre uma nova perspectiva de educação corporativa

    O EAD tornou-se uma ferramenta essencial ao viabilizar um desejo antigo de gestores que é a educação continuada. Uma capacitação EAD ou blended (presencial e online integrados), quando planejada para continuidade, não se restringe ao momento pontual  que o indivíduo participa. A capacitação pode se prolongar com revisitação a conteúdos ou novos complementos, com o uso de técnicas como as pílulas de aprendizado. Nesse cenário, qualquer ambiguidade e equívoco são mitigados, e a retenção é significativamente maior.

    Que fatores avaliar na hora de planejar seu projeto de EAD

    O planejamento e implementação de um treinamento EAD envolvem alguns passos importantes de identificação de necessidades e objetivos e adequação ao panorama empresarial.  Seguindo esses passos o gestor poderá garantir um excelente treinamento que irá aproveitar o máximo da metodologia e desse tipo de plataforma culminando em um conteúdo rico para o público alvo. Confira algumas destas etapas e entenda a razão desse tipo de treinamento ser tão efetivo!

    1. Identificar Comportamento versus Performance

    O desempenho faz parte de um novelo denso de fatores. A produtividade de um colaborador não depende apenas dos seus conhecimentos e está fortemente associada a atitudes e hábitos que merecem atenção e análise. Antes de idealizar um treinamento, é fundamental responder a questões simples, mas que encerram a resposta para os entraves mais difíceis.

    • Existem preconceitos associados ao tema que se pretende abordar?
    • Há questões de confiança a serem trabalhadas?
    • Ocorrem desentendimentos internos não relacionados a problemas técnicos que podem ser tratados no conteúdo?  

    Implementar um treinamento na modalidade EAD de forma personalizada pode ajudar a instituição a ultrapassar questões que vão muito além da performance, mas que sem dúvida interferem na qualidade do desempenho.

    2. Combinar o conteúdo da EAD com os problemas de desempenho já percebidos

    Este é o ponto chave do treinamento não presencial especializado: a possibilidade quase infinita de desenvolver e “redesenhar” o conteúdo ajustando-o às expectativas dos gestores. O conteúdo pode adaptar-se às diversas necessidades da organização. Os objetivos podem ser a criação de:

    • Cursos de capacitação continuada: aqueles que irão especializar o profissional em sua área de formação;
    • Treinamentos de equipes, focados em necessidades pontuais como novo produto, mudança em processo.
    • Treinamentos para gestores e liderança;
    • Capacitação para futuros gestores
    • Treinamentos de processos internos: ou seja, treinamentos rápidos para ensinar os colaboradores a executar determinadas tarefas.
    • Integração de novos colaboradores: conteúdos de conhecimentos gerais da organização associados a reaproveitamento de conteúdos citados nos itens anteriores, preparando um grande pacote de informações para tornar o novo colaborador apto o mais rápido possível.

    Para todos esses campos podem ser desenvolvidos materiais, conteúdos e cursos no formato EAD ou blended.

    3. Reforçar conhecimentos adquiridos

    Após qualquer treinamento é comum que uma nova estratégia seja traçada para a empresa. No entanto, é usual que com o passar do tempo algumas orientações  sejam esquecidas e que os colaboradores voltem a cair em velhos hábitos que não promovem a saúde da organização. O treinamento de equipes no formato de EAD ficará disponível, para que, a qualquer momento os interessados possam recordar dos compromissos tomados e das medidas implementadas.

    A grande vantagem é que um treinamento desse tipo foi pensado uma única vez e fica disponível por quanto tempo a empresa desejar. E essa reutilização não gera custo extra para a organização. Dividindo o custo de produção pelo número de participações, podemos identificar que o custo por pessoa do EAD cai com o uso.

    Além disso, é possível lançar aprimoramentos no conteúdo conforme necessário.

    Comece pela liderança

    Se ainda é difícil para você implantar a metodologia EAD na sua empresa, considere começar sua abordagem instruindo a liderança.

    Um líder é um propulsor nato de mudança. Se na escala de poder de decisão, os que estão mais acima, não estão engajados com a resolução de dificuldades e não se apresentam como parte da solução, o processo de aprendizado pode tornar-se totalmente ineficaz.

    Uma transformação que se inicia nos líderes gera um efeito em cascata que se alastra a outros departamentos e setores. Não é surpresa para ninguém que os funcionários  se sentem mais impulsionados ao desenvolvimento, quando os seus gestores adotam posturas de crescimento e ação efetivas.

    No fim de todo processo de treinamento, é fundamental medir seu impacto aferindo o quanto foi de fato aproveitado por cada colaborador. Existem diversas maneiras de se avaliar isso. Cada abordagem é adequada a certo conteúdo e contexto em que foi aplicado. escolhe é a que melhor se encaixa no perfil da sua empresa: provas, testes e certificados podem ser emitidos facilmente.

    Se você ainda tem dúvidas sobre a importância da EAD para treinamento de equipes entre em contato conosco.

    E não deixe de contar para a gente quais as necessidades da sua organização quando o assunto é treinamento. Deixe seus comentários.

    Para quais necessidades você imagina que o EAD traria mais benefício na sua empresa?