Treinamento eficiente para
uma performance excelente.

Receba atualizações, artigos e dicas imperdíveis
para ter grandes resultados com o seu treinamento.
(é Grátis)

 

    Seu e-mail está seguro. Você receberá apenas e-mails relevantes ao tema.

    Como reter as pessoas que são importantes para a empresa? Como motivá-las para que desempenhem o melhor trabalho possível? É possível conseguir tudo isso sem ter a remuneração mais alta do mercado? Estas questões de gestão estratégica de pessoas são uma constante na vida de todo gestor, por mais experiente que seja. Atrair bons funcionários e mantê-los engajados são grandes desafios para qualquer organização, ainda mais com as mudanças trazidas pela geração Y — pessoas nascidas entre os anos 1980 e 1990, que dão menos valor à estabilidade no emprego e mais importância a seu potencial de produção e criação.

    gestão estratégica de pessoas, imagem de destaque

    Justamente por sua constante vontade de mudança e natureza competitiva, os colaboradores dessa faixa etária precisam de estímulos para permanecer mais tempo em um mesmo lugar, mas compensam os esforços com sua criatividade, dinamismo e facilidade de adaptação. Uma das melhores maneiras de lidar com esse cenário é por meio da gestão estratégica de pessoas, que busca transformar o ambiente de trabalho em um espaço motivador.

    Continue a leitura e veja o que fazer para reter os funcionários que trazem resultados relevantes para a sua empresa!

    Dialogue sempre

    O diálogo é um dos fatores fundamentais para gestão estratégica de pessoas. Apenas delegar tarefas, como ordens, pode minar a motivação dos funcionários, especialmente os da geração Y. Ao ouvir e escutar o colaborador, você o deixa informado sobre o que acontece na empresa e como seu trabalho está relacionado a outros processos, além de passar a mensagem de que a opinião e a participação dele importam. Existe sempre o receio de abrir espaço demais e o colaborador, especialmente os mais jovens, precisar lidar com com comportamentos negativos, como alegações de que a tarefa solicitada não é importante ou útil. Sim, isso pode acontecer ocasionalmente. Porém abrir espaço para ouvir opiniões não é o mesmo que desconstruir a hierarquia. Ao contrário, é uma oportunidade de explicar de outra forma a importância da tarefa, e se necessário, agradecer a opinião, e pedir para que seja feito como solicitado. Sim, dá mais trabalho, mas funciona.

    Reuniões de feedback periódicas, conversas francas e totalmente transparentes são a melhor maneira de começar.

    Conheça a sua equipe

    Praticando o diálogo, você conhecerá melhor os pontos fortes e fracos da sua equipe, sendo possível o aprimoramento de cada funcionário e o melhor uso de todas as suas habilidades. Aproveite esse contato também para saber quais são as ambições de seus colaboradores! Eventos fora da empresa também são uma ótima forma de criar oportunidades para que os colaboradores interajam e se conheçam, aumentando seu  engajamento e interação.

    Incentive o crescimento

    A maioria dos membros da geração Y deixa o emprego não em busca de uma remuneração maior, mas por se sentir sem chances de crescer na empresa em que está. Ao saber dos planos e ambições de cada funcionário, você pode fornecer ferramentas para o seu desenvolvimento e evitar demissões. Para isso, é fundamental criar um ambiente estimulante e desafiador, além de oferecer cursos e treinamentos regulares para toda a empresa ou específicos para determinados cargos e setores.

    Dê autonomia

    Quando delegar tarefas, delegue também responsabilidades: dê poder a seus colaboradores para tomar decisões autônomas sobre o próprio trabalho e desempenhá-lo da melhor maneira possível. Isso demonstra a sua confiança na equipe e incentiva o uso da criatividade para melhorar cada vez mais os processos da empresa! Lembre o colaborador que o tamanho da autonomia é proporcional ao da responsabilidade.

    Mantenha um ambiente estimulante

    Os membros da geração Y precisam ser constantemente desafiados, aprendendo e fazendo coisas novas o tempo todo. Para fazer uma boa gestão estratégica de pessoas, incentive-os a atingir sempre novas metas, envolva-os em novos projetos e evite a monotonia. E não esqueça de reconhecer publicamente o trabalho bem feito, sempre recompensando a equipe com base em resultados. Isso os mantém motivados a desenvolver um trabalho cada vez melhor.

    Seja flexível

    Normas são necessárias para alcançar os objetivos da empresa, mas procure manter-se aberto para criar prazos acordados conjuntamente e permitir horários flexíveis, que possam dialogar com o cotidiano e a necessidade de cada funcionário. No entanto, sabemos que nem tudo pode ser flexibilizado ou modificado. Quando não é possível chegar a um consenso, é fundamental esclarecer para o colaborador o por quê de suas decisões e procurar ouvir sua opinião, tornando a relação mais franca. Com diálogo, a equipe fica mais alinhada e preparada para próximas tarefas e projetos.

    E então, o que achou das nossas dicas de gestão estratégica de pessoas? Compartilhe com a gente suas táticas de gestão e deixe a sua opinião nos comentários!