Treinamento eficiente para
uma performance excelente.

Receba atualizações, artigos e dicas imperdíveis
para ter grandes resultados com o seu treinamento.
(é Grátis)

 

    Seu e-mail está seguro. Você receberá apenas e-mails relevantes ao tema.

    Até conhecer o GTD eu era o cara das listas. Tinha várias delas com “to-dos” para todos os fins e estava sempre aprimorando a forma de utiliza-las. Isso aconteceu até conhecer o GTD e perceber como eu estava perdido. Ainda hoje, acho muito pitoresco como existem centenas de softwares de fazer listas. E que, por incrível que pareça, eles têm muito sucesso (e pensar que já foi usuário de vários deles… Rs).

    GTD e gestão do tempo

    Se você ainda não conhece, GTD é a sigla para Getting Things Done, é um método apresentado por David Allen no livro de mesmo nome lançado em 2001. Todavia, aqui no Brasil ele foi chamado como A arte de fazer acontecer. E realmente, é uma arte mesmo! No entanto eu, sinceramente, não me recordo como conheci o GTD, mas já o utilizo há alguns anos e recomendo fortemente.

    No vídeo a seguir bolamos super resumo desta metodologia. Dá só uma olhada pra compreender um pouco sobre o funcionamento desse sistema:

     

    O método GTD é para todo mundo?

    Pode crer que sim, pois ele pode ser usado para vida pessoal perfeitamente. Mas profissionalmente, ele é mais significativo para pessoas que não trabalham com rotinas fixas ou que não ficam dedicadas a um projeto específico por um longo tempo. Para esses casos, ferramentas de gestão de projetos podem ser mais adequadas.

    Já os profissionais de Marketing, RH, Treinamento, e também outras áreas, como a minha, que lidam com dezenas de tarefas diariamente, sem que haja uma estrutura formal entre elas. Enfim, é para esses que o GTD muda vidas: ele ajuda a criar esta estrutura.

    Uma fonte de estresse, para mim, (e tenho certeza que para muitas outras pessoas) é chegar ao trabalho pela manhã, saber que tenho mil questões para atender ao mesmo tempo e de repente, me encontrar naquela velha situação: por onde começar?

    Como saber qual destas mil tarefas é a que vai trazer mais valor para mim ou para minha organização? Este pode ser o X da questão…

    Como introduzir o GTD em sua rotina?

    Como eu disse no vídeo, existem zilhões de posts e vídeos que ensinam tudo sobre ela e, é claro, o livro (pode ser uma boa ideia começar por ele).

    No livro o autor sugere que, para começar com o pé direito, você tire dois dias para organizar toda a sua “tralha”, pode ser um fim de semana ou mesmo um feriadão. Durante esse tempo você será capaz de organizar tudo que é necessário para retomar a rotina com sua nova metodologia de trabalho.

    Outra dica é que depois de ler o livro e aprender tudo sobre a implementação da metodologia, você pesquise na Internet por pessoas que implementaram e veja de que forma ela evoluiu até os dias de hoje. Cada pessoa acaba ajustando o método a sua preferência. Parece estranho, mas funciona bem. Você certamente encontrará alguém da sua área, e pode ganhar muito tempo em forma de aprendizado.

    Ficou animado para começar, não é?

    É essa a intenção mesmo. Quando você aprender a lidar com a metodologia e estiver realmente engajado nela vai perceber que elencar prioridades e fazer o que tem que ser feito será mais fácil, quase automático. Parece um sonho, mas é verdade!

    Ah, e falando novamente no vídeo, em outro post vamos te mostrar como foi a produção dele. Mesmo com um baixíssimo orçamento conseguimos atingir o resultado que esperávamos, e o mesmo pode ser feito com os vídeos de seus treinamentos. Aguarde!