Jogos corporativos no EAD: Conheça os benefícios

Treinamento eficiente para
uma performance excelente.

Receba atualizações, artigos e dicas imperdíveis
para ter grandes resultados com o seu treinamento.
(é Grátis)

 


    Seu e-mail está seguro. Você receberá apenas e-mails relevantes ao tema.

     jogos-corporativos

    Sem dúvidas os avanços tecnológicos vem proporcionando novas possibilidades e estratégias de treinamento e desenvolvimento de colaboradores. Ao pensar nessas novidades vem à cabeça a realidade virtual, realidade aumentada, vídeo 360 e outras novidades.

    No entanto, devido a inúmeros fatores como orçamentos reduzidos e agravado com a crise causada pela pandemia, vemos pouca aplicação dessas novidades no mercado. E os gestores precisam buscar soluções “pé-no-chão” para criar experiências diferenciadas para engajar colaboradores e parceiros. Por isso jogos corporativos, simulações e gamification se consolidam como soluções realistas para um jeito mais dinâmico e interessante para todas as partes.

    Os jogos corporativos no EAD tem sido visto como uma ferramenta de aprendizado que desperta o interesse do colaborador de modo a conseguir competir pela sua atenção em um dia a dia tão corrido. No entanto, muita gente ainda confunde jogos corporativos com gamification. Vamos entender um pouco suas peculiaridades e diferenças.

    Jogos Corporativos X Gamification

    Ainda que sejam tendências cada vez mais comuns nos projetos de EAD, gamification e aprendizado baseado em jogos corporativos não são termos com o mesmo significado. Definitivamente seus conceitos são bem diferentes e não devem ser confundidos. Pensando nisso, vamos especificar suas características e o que cada um significa.

    • Gamificação

    O processo de gamificação é quando ocorre a utilização de elementos e mecanismos de jogos e gincanas na plataforma de treinamentos e seus conteúdos já comumente utilizados. Os elementos podem ser insígnias como reconhecimento de etapas concluídas, ranking com melhores colocados e feedbacks imediatos, por exemplo.

    jogos-corporativos

    O objetivo da aplicação desses elementos geralmente é transferir o engajamento proporcionado por elementos de socialização, status e realização para os treinamentos online.

    • Jogos Corporativos

    O aprendizado baseado em jogos, por outro lado, usa de fato games ou simulações como ferramentas de aprendizagem para seus colaboradores. O jogo permite ao colaborador simular atividades e, portanto, experimentar abordagens diferentes em um ambiente seguro e preparado para traçar o caminho a ser percorrido até chegar ao objetivo final de aprendizagem.

    Essa é uma forma imersiva de realizar o treinamento. Pois ela mantém, através de recompensas, reconhecimentos e metas, o colaborador envolvido na experiência que o levará a alcançar o objetivo do aprendizado de uma forma mais divertida e dinâmica.

    Benefícios dos jogos corporativos para colaboradores e para a organização

    Podemos considerar as experiências interativas e dinâmicas mais eficazes no propósito de motivar e atrair os colaboradores a aderirem ao treinamento online da organização. E o aprendizado através de jogos corporativos no EAD é uma maneira de construir um caminho de conhecimento baseado em tais características.

    O treinamento online baseado em jogos corporativos pode ser um processo motivacional e divertido. Pois ele é desafiador e ao mesmo tempo recompensador, dado os feedbacks imediatos. Porém, vamos conhecer um pouco mais a fundo os benefícios do método.

    1. Experiência imersiva

    Se você nunca vivenciou isso, provavelmente conhece alguém que é capaz de passar horas entretido com um bom game. Mas para desenvolver um jogo envolvente, é necessário conhecer bem o seu público alvo. O que seu colaborador gosta e está habituado?

    Os jogos corporativos dão ao gestor a possibilidade de criar um treinamento online memorável, divertido e completo. Que mantenha o seu colaborador focado em concretizar uma tarefa para alcançar um objetivo maior: o conhecimento!

    Um projeto de jogo corporativo ideal é aquele que equilibra a jogabilidade somada ao quanto de conhecimento pode ser adquirido através dele. Além disso, através de simulações, por exemplo, o gestor pode avaliar o desempenho do colaborador em tarefas do dia a dia, como atendimento ao cliente ou o manuseio de alguma máquina.

    2. Simulação: Um intermediário entre teoria e prática

    É importante dizer que o jogo corporativo não substitui, mas complementa atividades de exposição de conteúdo, online ou mesmo presenciais. No entanto, os jogos e as simulações nos dão a oportunidade de experienciar no ambiente virtual as vivências do dia a dia da organização para que o profissional tenha a oportunidade de colocar em prática o conhecimento adquirido anteriormente.

    Através de simulações a organização pode, por exemplo, criar situações subjetivas nas quais o profissional tenha que aplicar normas e lidar com dilemas éticos. Além disso, no Brasil há casos em que as simulações já estejam sendo utilizadas em treinamentos de procedimentos médicos.

    E o mais importante é que esta é uma alternativa de um ambiente seguro e livre de riscos para erros e testes. O que influencia na autonomia e segurança do colaborador ao realizar uma nova atividade, pois ele pode experimentar novas soluções e arriscar sem medo.

    3. O fracasso como uma oportunidade de aperfeiçoamento

    Existe uma frase bem interessante que diz que mais importante do que fracassar é o que você faz com o fracasso depois. Mas, infelizmente, ainda temos muita dificuldade de lidar com a derrota. Até porque, se você parar pra pensar na construção da nossa sociedade, somos constantemente penalizados quando fracassamos, desde a infância. Quem nunca se sentiu envergonhado ou até mesmo humilhado no ambiente de trabalho por cometer um erro?

    Acontece que os jogos corporativos, como dito anteriormente, são um ambiente seguro para erros. No qual o colaborador pode experimentar as consequências de um mundo real em um ambiente seguro e controlado. O mecanismo de um jogo permite ao colaborador lidar com a frustração de uma forma mais positiva, tendo a possibilidade de repensar novas estratégias e caminhos para chegar à solução.

    Imagina um treinamento em que haja a simulação de manuseio de um equipamento com risco de explosão. Um erro em um treinamento presencial, por exemplo, poderia acarretar em um grave acidente. No entanto, com a possibilidade de realizar o treinamento em uma simulação, o colaborador se sente mais seguro para errar e, consequentemente, aprender.

    Desta forma, há um desenvolvimento mais concreto acontecendo, no qual o colaborador realmente está empenhado, com autonomia e, principalmente, segurança para errar, tentar, aprender e concretizar as metas pré-estabelecidas.

    4. Feedback e recompensas imediatos

    Nós já falamos por aqui da importância do feedback imediato para manter um colaborador motivado no treinamento online. O criador da Teoria do Fluxo acredita que o feedback imediato após a conclusão de uma etapa funciona como uma união entre ação e pensamento. Um combustível essencial para manter o colaborador focado em realizar uma atividade.

    Existem pesquisas de comportamento e aprendizagem que mostram que um aluno aprende mais rápido quando há intervalos mais curtos entre uma tarefa realizada e o recebimento de um feedback ou recompensa. Os feedbacks e recompensas auxiliam no aprendizado ao manterem o colaborador/aluno envolvido e empenhado em realizar a tarefa para ser recompensado.

    O interessante é que o feedback em um ambiente de jogo pode ser instantâneo. Ao concluir uma atividade, o colaborador pode ter acesso a sua pontuação, ver seus erros e acertos e, enfim, saber como se saiu na atividade proposta.

    5. Jogo corporativo e engajamento

    Os jogos corporativos tornam a experiência de aplicação de aprendizado mais leve, divertida e dinâmica.

    Eletronuclear, uma parceira da Líteris, adotou jogos corporativos no projeto de treinamento online de colaboradores da organização, e vem colhendo os frutos da sua escolha.

    “O jogo educacional proporcionou um aprendizado mais dinâmico, conseguindo prender a atenção do colaborador e estimulando respostas em situações reais do seu cotidiano. O jogo trouxe uma linguagem mais amigável e interessante para os colaboradores.”

    Rodrigo de Souza da SIlva – Departamento de conformidade da Eletronuclear

    Abordagem inovadora e liberdade para aprender

    Os jogos corporativos permitem aos colaboradores mergulharem em uma jornada de aprendizado sem nem perceber. Este é um mecanismo disruptivo e que proporciona inúmeros benefícios para a organização e seus colaboradores.

    Uma abordagem inovadora, flexível, dinâmica e segura que permite aos seus colaboradores desenvolverem o conhecimento em um ritmo próprio de aprendizado. Tornando a experiência ainda mais pessoal e eficiente.

    Já pensou em realizar um projeto de EAD com jogos corporativos na sua organização? Conta pra gente na caixa de comentários abaixo.