Treinamento eficiente para
uma performance excelente.

Receba atualizações, artigos e dicas imperdíveis
para ter grandes resultados com o seu treinamento.
(é Grátis)

 

Seu e-mail está seguro. Você receberá apenas e-mails relevantes ao tema.

Gerenciar pessoas não é uma tarefa fácil. Planejar o desenvolvimento e a capacitação dos recursos humanos de uma empresa é ainda mais complexo. Um problema comum aos  profissionais de RH, quando o tema em questão é treinamento corporativo é justamente esse, o planejamento.

Em geral, nossos leitores reportam com frequência as seguintes situações:

Fiz um planejamento de e-learning, mas não consegui executar tudo.

Muitos projetos são cancelados e não sei qual foi o real motivo.

Como poderia saber quais fatores me impediram de ter o êxito esperado com meus projetos?

Quem administra muitos projetos de treinamento de forma simultânea acaba por não conseguir identificar com clareza esses pontos porque muitos dados se perdem ao longo do processo. Isso é natural. Alguns dos seus planos para treinamentos corporativos podem não ter saído do papel por motivos simples que você conseguiria contornar, mas que não soube observar.

O que queremos aqui é te ajudar a sanar essas questões apresentando uma maneira simples e eficaz de mapear esses dados fundamentais para garantir um registro completo dos seus projetos. Com ele você vai conseguir identificar os fatores complicadores de cada treinamento e garantir que eles sejam resolvidos para, assim, tornar o projeto real. Vamos adiante?

Matriz de Treinamento

Organizar e registrar

Em um de nossos artigos já postados aqui no blog falamos um pouco sobre a Matriz de Treinamento. Se você não leu o artigo na íntegra pode consultar o original aqui. Mas calma, reunimos o principal do conteúdo anterior num resumo a seguir porque ele é bastante importante para o tema que estamos tratando aqui. Então, prossiga!

A gente sabe que nem sempre é possível realizar tudo o que foi planejado para o período, seja por razões de tempo, verba ou logística. Inevitavelmente, nosso planejamento fica “bagunçado”. Os temas não trabalhados no último ano vão se juntar às necessidades já previstas para o ano vigente, se somando ainda aos treinamentos que, porventura, sejam recorrentes.

A Matriz de Treinamento é uma ferramenta crucial para manter todos esses dados de forma organizada, com indicações claras sobre realização ou não e previsão de replanejamento, quando se fizer necessário.

Ponto crítico: fique atento à relevância dos dados

O objetivo da Matriz de Treinamento é te ajudar a ter uma visão geral dos treinamentos que você administra. Quanto mais informações você inputar na planilha, mais versátil e útil ela será. Mas é preciso ser cauteloso: o excesso de dados pode te fazer perder a tal visão geral. Por isso, procure incluir apenas informações relevantes na Matriz.

Orientações básicas para preencher a Matriz de Treinamento

Nesse ponto você já entendeu que precisa de um mapa coeso e prático para registrar os dados mais relevantes e assim fazer um acompanhamento de perto de cada projeto.

Agora vamos te orientar no preenchimento da matriz. Listamos abaixo algumas dicas que podem passar despercebidas no dia a dia e que também podem ser úteis para quem é novo na área.

  • Aponte na planilha quais colaboradores precisam fazer cada curso e se o mesmo é mandatório, recomendado ou opcional. Você pode usar cores para facilitar a visualização de grupos.
  • Informe sobre a disponibilidade do treinamento, se já está pronto, se é realizado com instrutor interno, se ele depende de terceiros, etc.
  • Destaque também informações como certificados que tenham validade, carga horária dos cursos, tamanho das equipes, modalidade (EAD ou presencial), etc.
  • Lembre-se de pensar em dividir em turmas para os casos em que equipes inteiras (mesmo que pequenas) precisam ser treinadas, para não parar as áreas e ter chance de repescagem.

 

Agora que você já entendeu o que precisa mapear, já pode baixar sua matriz para os primeiros inputs. É só clicar na imagem abaixo:

 

banner_matriz_de_treinamento

 

Ainda falando de treinamento, sabemos que não basta ter uma ferramenta eficiente e alimentá-la com os dados. Ela precisa de fato ser objeto de uso e consulta periódica, do contrário dados fundamentais continuarão a ficar pelo caminho.

A propósito, selecionamos alguns artigos sobre essa temática que podem ser muito úteis para quem está começando a gerenciar projetos de treinamentos. E mesmo que você seja um veterano, se ainda não leu, vale a pena conferir essa curadoria especial:

  1. Aprenda a fazer um Levantamento de Necessidades de Treinamento
  2. Indicadores de Treinamento: aprenda a registrar, monitorar e avaliar
  3. Treinamento EAD ou Presencial: qual deles vai funcionar melhor para o seu projeto?

Se ainda ficar com alguma dúvida sobre o tema deixe seu comentário abaixo, nossa equipe de consultores está sempre a postos para que você alcance os melhores resultados em seus projetos. Este artigo te ajudou, então, compartilhe!