Conheça os formatos de conteúdo para EAD corporativo mais utilizados

Treinamento eficiente para
uma performance excelente.

Receba atualizações, artigos e dicas imperdíveis
para ter grandes resultados com o seu treinamento.
(é Grátis)

 


    Seu e-mail está seguro. Você receberá apenas e-mails relevantes ao tema.

    formatos de conteúdo para EAD

    Em todo início de projeto de treinamento temos aquele momento de planejar e definir a estrutura do material e os formatos de conteúdo para EAD que serão utilizados. São muitas as decisões tomadas nesse momento. Inclusive, se não souber por onde começar a criar o seu, aqui você encontra um passo a passo com tudo o que precisa saber para criar um treinamento online bem sucedido.

    Contudo, uma das etapas que exige mais atenção no planejamento é em relação aos formatos de conteúdo de EAD que farão parte do projeto de treinamento da organização. São muitas as opções: aulaweb, videoaula, animação em quadro branco, videotutorial de sistemas, jogos corporativos, história em quadrinhos, podcast e ebook. Mas calma que você não precisa decidir um único formato para integrar o EAD da organização, pelo contrário. Talvez você já tenha tido contato com algum desses formatos, mas com outro nome. Pois o mercado não tem uma nomenclatura padronizada, o que acaba confundindo muito os gestores de treinamento.

    E com tantas opções fica difícil escolher uma, não é mesmo? Mas calma que não é bem por aí. Um treinamento online não é formado por um único formato de conteúdo para EAD, e sim com a perfeita combinação de conteúdos que melhor irão se adequar aos objetivos do seu projeto e perfil dos colaboradores e da organização.

    Neste post você verá:

    1. Usar vários formatos é uma novidade?
    2. Por que a escolha dos formatos de conteúdo para EAD é importante?
    3. Conheça os principais formatos de conteúdo para EAD que utilizamos na Líteris
    3.1 Videoaula
    3.2 Aulaweb tela a tela e página única
    3.3 Videotutorial de Sistemas
    3.4 Animação de quadro branco
    3.5 Jogos Corporativos
    3.6 História em quadrinhos
    3.7 Podcast
    3.8 E-books
    4. Próximos passos

    Usar vários formatos é uma novidade?

    Se você tem acompanhado os nossos últimos posts, com certeza já ouviu falar muito sobre blended learning, ou como preferimos chamar, multiformatos, e a sua importância para o projeto de treinamento. Mas aqui vai um exemplo comparando com o presencial:

    Em um treinamento presencial, um instrutor experiente faz uso de abordagens diversas. Desde contar histórias e casos, desenhar no quadro, simular diálogos mudando o tom de voz, realizar atividades em grupo, pedir para alunos compartilharem experiências e outras atividades que conhecemos bem.

    Agora, quando passamos para o ambiente do EAD, o mais indicado é justamente que seja criado uma combinação de diferentes formatos de conteúdo para que se desenvolva um projeto dinâmico, diverso e mais atraente para o colaborador. Pois é importante ter em mente que esse treinamento irá competir com outras atividades do dia a dia e que, em dado momento, precisa ganhar. Ou seja, essa capacidade de mesclar diferentes formatos impacta diretamente na adesão ao projeto de treinamento.

    Por que a escolha dos formatos de conteúdo para EAD é importante?

    A escolha dos formatos é muito mais do que uma questão estética ou preferência pessoal do gestor de treinamento, é questão de Design Instrucional. Para escolher os formatos de conteúdo para EAD que farão parte do projeto é preciso levar em consideração fatores como: verba destinada ao projeto, tempo de produção, objetivos do treinamento, perfil dos colaboradores, além da demanda de atualização do material.

    Cada tópico ou tema abordado no treinamento pode ser melhor explicado em um tipo de formato e fazer a escolha certa é crucial. Já pensou em fazer um tutorial de sistemas através de um podcast sem o colaborador ter apoio visual da tela? Complicado, concorda? E isso faz mais sentido quando pensamos em microlearning combinado ao blended learning.

    Vamos recapitular rapidamente: uma das melhores formas de montar um treinamento é trabalhando com micro aprendizado é, em vez de criar uma grande atividade com todo o conteúdo do treinamento, quebrar as informações em pequenas pílulas de conhecimento. E em cada uma dessas frações de conteúdo podemos utilizar uma abordagem diferente. E para essa variação chamamos de blended learning. Aliás, é comum associar esse termo à mistura do treinamento online com o presencial apenas, mas o termo pode ser usado para variações de formatos de conteúdo de um treinamento inteiramente online.

    O profissional ideal para tomar decisões em relação às abordagens é o designer instrucional, que é qualificado tecnicamente para isso. Porém, quando você estiver trabalhando com um fornecedor externo, o designer instrucional só entra no projeto depois que esse tipo de definição já foi realizada.

    Conheça os principais formatos de conteúdo para EAD que utilizamos na Líteris

    Aqui começa a sua jornada para conhecer quais são as abordagens e benefícios dos principais formatos de conteúdo para treinamentos online.

    Videoaula

    A videoaula é um formato de conteúdo para aprendizagem bastante poderoso. Pois possui artifícios para produzir conteúdos dinâmicos e com grande impacto visual. Inclusive, podemos considerar esse formato bastante conhecido justamente por possuir um instrutor e se assemelhar um pouco com um treinamento presencial.

    Contudo, na hora de escolher o formato, vale atentar para algumas questões: a videoaula é um conteúdo que, normalmente, demanda uma verba maior, ferramentas de trabalho, estúdio, contratação de instrutores/atores e produção mais complexa do que outros formatos. Mas, como quase todo formato de conteúdo, a organização pode optar entre dois caminhos:

    1. A terceirização do projeto de produção
    2. Ou desenvolver a videoaula internamente.

    Caso a sua organização escolha produzir a própria videoaula, aqui você encontrará algumas dicas de como produzir um roteiro perfeito.

    Conheça alguns benefícios da utilização da videoaula no EAD da organização:

    1. A combinação do instrutor com as imagens de apoio apresentadas no vídeo, e os textos para destacar o conteúdo que está sendo transmitido através da voz aumenta a probabilidade de aprendizagem do colaborador;
    2. É um conteúdo que agrega dinâmica e valor ao treinamento;
    3. Normalmente é um conteúdo envolvente que impacta de forma positiva a adesão ao projeto de EAD.

    Indicação: As videoaulas são indicadas para apresentação de conceitos, condutas, conteúdos comportamentais, e para introduzir temas complexos, se apropriando da credibilidade do instrutor. Não é muito recomendado para conteúdos que frequentemente precisam de atualização, devido à complexidade natural aos processos pré e pós produção de um novo vídeo.

    Aulaweb tela a tela e página única

                                    Aulaweb tela a tela

    O formato aulaweb de autoaprendizagem é simplesmente o formato mais utilizado por organizações que investem em treinamento online. Além de maximizar os principais benefícios do EAD, esse formato é mais simples de produzir, e, no caso do página única, o mais indicado para ser acessado em smartphones e dispositivos móveis em geral.

    É bem provável que você já tenha tido contato com algum conteúdo aulaweb e não saiba. A questão é que essa nomenclatura ainda não é muito padronizada no mercado de EAD. Ou seja, o mesmo formato pode ser chamado por diversos outros nomes a depender da instituição.

    A aulaweb possui dois subformatos que são conhecidos como “tela a tela” e “página única” (onepage). O primeiro é um conteúdo distribuído em telas ou slides, como no PowerPoint, mas turbinado com interações. Enquanto o segundo é um conteúdo responsivo e feito para ser acessado nos mais diversos dispositivos móveis, abraçando o crescimento do chamado mobile learning.

    formatos-de-conteudo-para-ead

     Aulaweb página única

    Fique por dentro de alguns dos benefícios do formato aulaweb:

    1. O próprio aluno dita o ritmo de estudo;
    2. Possui baixo custo de atualização;
    3. Melhor experiência em celulares (no caso do página única).

    Indicação: Esse é um formato mais indicado para conteúdos que necessitam de interatividade, e de um estudo que envolva tempo de reflexão do colaborador. Seu custo de atualização é menor e também é adequado para projetos em vários idiomas.

    Videotutorial de Sistemas

    O videotutorial de sistemas é uma captura ou gravação de tela normalmente acompanhada de uma locução explicativa. Esse formato de conteúdo para EAD é o melhor para realizar treinamentos sobre sistemas e aplicativos. Pois permite que o colaborador seja guiado pela voz de um instrutor por dentro do software, sendo considerado bastante didático para tal finalidade..

    Por se tratar de uma gravação de tela acompanhada de locução, esse formato também é considerado mais simples de produzir do que outros tipos de vídeos. Além de necessitar de pouco investimento, ele possui um processo de pré e pós produção mais simples, sendo mais fácil de ser realizado internamente na organização.

    Alguns dos seus benefícios mais comuns são:

    1. Permite uma visão prática e didática do uso da ferramenta;
    2. O colaborador pode acessar o conteúdo sempre que necessário para sanar uma dúvida, ou mesmo realizar o “play/pause” ao colocar o aprendizado em prática;
    3. Fácil de produzir internamente na organização.

    Indicação: Esse formato não só é recomendado, como é o melhor para treinamentos sobre softwares e aplicativos utilizados no dia a dia do colaborador, como agendamento de férias, utilização de CRM, utilização da impressora e etc. Ou seja, um formato interessante para fazer parte da integração de novos colaboradores, por exemplo.

    Animação de quadro branco

    A animação em quadro branco vem se tornando cada vez mais popular graças ao empurrãozinho dado pelas redes sociais – você com certeza já esbarrou com uma por aí. E por ser tão conhecida e ter um apelo e feedback positivo com o público de uma forma geral, ela vem sendo utilizada como uma poderosa ferramenta para para melhorar o engajamento e motivar os colaboradores.

    De forma simples, podemos dizer que as animações de quadro branco são vídeos curtos que retratam ideias ou conceitos através de recursos de desenhos e anotações que vão sendo realizadas ao longo do vídeo.

    Alguns de seus pontos fortes são:

    1. Funciona muito bem para abordar comportamento;
    2. Mais simples de produzir e permitem contar histórias envolventes, mas com baixo custo;
    3. É uma tendência do mercado de EAD.

    Indicação: Esse é um formato indicado para, através de um bom storytelling, abordar casos de negócios de uma forma simples, rápida e envolvente. Além disso, a animação em quadro branco é uma excelente abordagem também para treinamentos comportamentais.

    Jogos Corporativos

    Comumente confundido com gamification, o formato de jogo corporativo é baseado na utilização de games ou simulações para a construção do aprendizado. Através do formato o colaborador é capaz de experimentar as mais diversas abordagens de forma imersiva em ambientes virtuais e, portanto, mais seguros para erros. Afinal como diz o ditado, “é errando que se aprende.”

    educacao-permanente

    Essa é considerada uma forma bastante motivacional de aprendizado, já que permite feedbacks imediatos, além de recompensas e reconhecimento por metas atingidas. E essas características ajudam a manter o colaborador focado e entretido, o que o levará para a concluir o treinamento de forma mais leve e divertida.

    Alguns dos benefícios dos jogos corporativos são:

        1. É um formato dinâmico, motivacional e divertido para integrar o projeto de treinamento da organização, trazendo impactos positivos em sua adesão;
        2. Possui uma abordagem inovadora e maior liberdade para aprender;
        3. Proporciona uma experiência imersiva ao colaborador acerca de determinado assunto.

    Indicação: Esse é um formato indicado para o desenvolvimento de simulações que permitam o colaborador colocar em prática, em um ambiente virtual e seguro, conhecimentos adquiridos ao longo do treinamento. Inclusive já falamos por aqui sobre a utilização de simulações para treinamentos de procedimentos médicos, algo que já vem acontecendo no Brasil.

    História em quadrinhos

    Acho que aqui eu não preciso te dizer o que é uma história em quadrinho. É isso mesmo que você está pensando. Os quadrinhos possuem um lugar especial na memória afetiva de boa parte dos brasileiros, mas você já imaginou integrá-los ao projeto de treinamento online da organização?

    Esse é um formato de conteúdo para o EAD com muitos benefícios tanto para o colaborador quanto para a organização, sendo bastante utilizado para agregar dinâmica ao treinamento e também um respiro entre outros conteúdos mais complexos.

    E não, os quadrinhos não são só para crianças! Por ser um formato de conteúdo com muitas camadas, ele é capaz de abraçar os mais diversos tipos de leitores e seus níveis. Sendo assim, a experiência do leitor está entrelaçada com as suas vivências e conhecimentos. E ao mesclar textos com imagens, soma pontos a favor para facilitar a questão da absorção do conhecimento.

    Alguns dos seus benefícios são:

    1. O formato funciona como um respiro no meio de treinamentos mais complexos;
    2. É eficiente na transmissão e retenção de conteúdo;
    3. Por abraçar os mais diversos níveis de leitura, é considerado um formato de aprendizado mais acessível.

    Indicação: Os quadrinhos podem ser utilizados como pequenas pílulas de aprendizado para ilustrar situações recorrentes no dia a dia do colaborador. Essa é uma maneira da organização explorar personagens internos já conhecidos pela equipe, tornando-os mais familiarizados e interessados pelo treinamento.

    Podcast

    O podcast é uma mídia que vem crescendo significativamente no Brasil e é uma excelente ferramenta de aprendizado que pode agregar de forma positiva o projeto de EAD da organização.

    formatos de conteúdo para EAD

    Cada vez mais popular principalmente entre as novas gerações, esse formato pode proporcionar muitos benefícios para o treinamento, tais como:

    1. É um conteúdo simples de produzir e que contribui para deixar o treinamento mais dinâmico e atual.
    2. Pode ser consumido em qualquer dispositivo, sem exceção;
    3. Contribui para deixar o EAD mais humanizado.

    Indicação: O podcast é indicado para alguns tópicos, como: estudos de casos, entrevista com o especialista e tutoriais simples. E é importante dizer que, apesar de ser um formato bem mais simples de produzir, não fica devendo em nada e, se for bem utilizado, poderá agregar muito ao treinamento.

    E-books

    Pode ser difícil imaginar que um formato que preza sobretudo pelo texto tenha espaço em um treinamento online que pode ser permeado por tantos outros formatos mais “interessantes”. Contudo, e-books ou apostilas não podem ser descartados do projeto. Pois, se combinados com outros formatos adequadamente, são um ótimo complemento, além de funcionar como material de apoio ou consulta para os colaboradores.

    Apesar de não ser interativo, o texto ainda é a forma de transmissão de conhecimento mais comum. É uma excelente opção para complementar conteúdos que precisam de constante atualização e para ser consultado no caso de dúvidas. E se o seu colaborador for um representante comercial, um material de texto pode ser uma poderosa ferramenta de suporte para as vendas.

    Algumas de suas vantagens são:

    1. Custo reduzido de produção e atualização;
    2. Retira dos conteúdos de maior investimento a parte informativa do treinamento;
    3. Funciona com extensão do treinamento na plataforma EAD;
    4. Fácil de desenvolver e atualizar internamente.

    Indicação: Esse é um formato indicado para ser um complemento, um material de suporte ao treinamento online. Além disso, como falamos anteriormente, pode funcionar muito bem como um material de apoio à equipe comercial.

    Próximos passos

    Os treinamentos sob medida são os conteúdos mais importantes que uma organização pode ter na sua plataforma. São conteúdos únicos por terem sido desenvolvidos exclusivamente para atender as necessidades e objetivos da organização com foco no perfil de seus colaboradores. Além disso, esse é um investimento que continua trazendo retorno para sua equipe e organização por tempos depois de construído.

    Já teve alguma experiência com algum desses formatos de treinamento sob medida? Compartilhe com a gente nos comentários abaixo. Esquecemos de citar algo importante? Nos avise também!